Vivemos num mundo global, cada vez mais conectado, 

mas é fundamental que não esqueçamos a realidade local, regional e nacional e que criemos links, que nos conectemos, que nos reconheçamos ao nível do concelho, antes de nos conectarmos com o mundo.

E toda a cidade é um palco.